Muitas pessoas buscam as melhores formas de como cuidar de orquídeas pois estas são flores muito charmosas. Além de lindas e exuberantes, as orquídeas também podem ser encontradas em diferentes cores.

Outro fato que faz com que esta planta seja uma das mais procuradas no mercado, é que elas podem decorar diversos ambientes. Assim, é natural utilizá-las para enfeitar ambientes internos ou externos dando mais graça e vida ao local onde se encontram.

E foi pensando em todas estas vantagens e em como a orquídea desperta paixões que escrevi este artigo. Pois hoje você aprenderá com dicas simples como cuidar de orquídeas. Confira a partir de agora.

Como cuidar de orquídeas para florir o ano todo

Como cuidar de orquídeas – primeiros passos

Ter uma orquídea em casa pode ser um ótimo passatempo. Contudo, a flor pode perder sua vida e beleza caso não seja tratada da maneira correta.

Assim, com a falta de informação, o que eram para ser hábitos simples, acaba por matar a planta.

Mas é claro que se você chegou até aqui, o seu desejo é que ela viva por muito tempo. E acredite, isso é bastante possível e em pouco tempo é possível fazer com que a sua planta possa florir.

 

Então, é importante seguir alguns passos básicos se você quiser obter bons resultados.

Passo 1 – Descobrindo os diferentes tipos de orquídeas

Antes de entender como cuidar de orquídea, é preciso descobrir quais os tipos da planta existem.

Para começar, orquídeas fazem parte da família Orchidaceae, uma das maiores famílias de plantas.

Mas o fato que não é possível falar sobre todos os tipos aqui, levando em consideração de que existem mais de 50 mil espécies no mundo. Entretanto, somente 3,5 mil estão presentes no Brasil.

Além disso, é possível encontrar uma subdivisão destas espécies, sendo que as mais conhecidas são a Phanaelopsis, Dedobrium, Oncidium, Vanda, Denphal e Cattleya.

Os nomes podem até serem difíceis, mas certamente você já viu cada uma delas.

Outro fato, é que cada uma destas espécies são indicadas para um tipo de ambiente. Dessa forma a:

Oncidium é indicada para ambientes internos e externos, e são de fácil cultivo.

Vanda é indica para ambientes externos, como quintais, pois possuem raízes aéreas e gostam de bastante luz.

Como cuidar de orquídeas para florir o ano todo

Cattleya e Phanaenopsis são os tipos de orquídeas mais procurados pelos brasileiros e se adaptam tanto em ambientes internos quanto externos.

Por isso, é preciso escolher o tipo de acordo com os seus objetivos.

Passo 2 – Conheça os principais nutrientes que a planta precisa para sobreviver

Embora as orquídeas não necessitem de adubos caros para a sua sobrevivência, elas requerem nutrientes específicos para que se mantenham bonitas e vivas.

Assim, uma das maneiras de como cuidar de orquídeas é descobrir os nutrientes que ela precisa. Então confira quais são eles:

Como cuidar de orquídeas para florir o ano todo

Fósforo

Tem a capacidade de fornecer energia à planta garantindo assim, que ela floresça.

Nitrogênio

Trata-se de um componente importante para o crescimento da orquídea. Sem ele, é comum que a planta apresente um aspecto mais amarelado.

Potássio

Irá ajudar na produção de açúcar e amido, importantes para que, desse modo, as raízes cresçam fortes.

Boro

Sem o boro a planta pode não florescer, pois ele ajuda no transporte de açúcar da planta.

Cálcio

A falta de cálcio na orquídea faz com que a planta não cresça e apresente tons mais escuros.

Cobre

A falta de cobre pode resultar em folhas murchas e uma cor azul esverdeada.

Cloro

Sem o cloro é natural que as plantas murchem, pois o mesmo atua na quebra das moléculas de água.

Enxofre

Sem enxofre a planta não consegue realizar a fotossíntese, tampouco o metabolismo de oxigênio fazendo com que as raízes não se desenvolvam adequadamente.

Ferro

Elemento importantíssimo na síntese de clorofila. Assim, quando existe uma deficiência de ferro na planta, a mesma experimenta despigmentação em suas folhas.

Magnésio

O magnésio também é um nutriente que não pode faltar pois também trabalha na produção de clorofila.

Manganês

Sem manganês a orquídea não consegue ativar o metabolismo do nitrogênio. O resultado disso então consiste no aparecimento de folhas amareladas.

Zinco

Trata-se de um elemento importante para ativar enzimas, e sem ele, se torna impossível o florescimento da planta.

Lembrando que todos estes nutrientes importantes para como cuidar de orquídeas podem ser encontrados para vendas em floriculturas ou lojas especializadas.

Como cuidar de orquídeas

Passo 3 – Escolha o vaso adequado para a sua planta

A escolha do vaso também influenciará na qualidade da planta. Assim, é importante que ele seja o mais adequado para o seu desenvolvimento.

Nesse sentido, é comum que você encontre no mercado dois tipos de vaso: de barro e de plástico. Então por qual deles optar?

A resposta é, opte sempre pelo vaso de barro. Isso porque, apesar do seu preço maior, ele possui uma consistência mais porosa. Desse modo, ele consegue drenar melhor a água ajudando no desenvolvimento da planta.

Agora que você já sabe os primeiros passos, vamos nos aprofundarmos mais no assunto de como cuidar de orquídeas.

Como cuidar de orquídeas: elementos imprescindíveis para o seu cultivo

Como cuidar de orquídeas para florir o ano todo

Existem elementos que não devem ser ignorados em se tratando do cultivo de orquídeas. Assim sendo, eu listei uma lista do que você precisa saber para manter essa planta sempre linda e florida na sua casa ou jardim.

Crie uma conexão com a sua orquídea

Como cuidar de orquídeas para florir o ano todo

Talvez esta seja uma das melhores formas de começar a entender como cuidar de orquídeas. Pois a verdade é que a primeira coisa que você deve fazer ao comprar uma orquídea é criar um laço afetivo com ela.

Isso porque você já deve saber que as plantas são sensíveis, e quando vocês se tornarem íntimos, você sentirá muito mais vontade de cuidar dela com prazer e dedicação.

Mas não pense que esta é uma via de mão única, porque todo esse cuidado fará com que ela retribua florescendo e ficando cada vez mais linda.

Esteja atento à luminosidade

Como cuidar de orquídeas

A luminosidade é outro elemento para o qual você deve estar atento. Isso porque a maioria das espécies de orquídeas requerem uma grande quantidade de luz. Porém, é importante que você observe onde a planta irá se adaptar melhor.

Uma dica para quem tem este tipo de planta dentro de casa é deixa-la bem junto de janelas caso elas realmente precisem de luz.

A temperatura também é muito importante

Algumas espécies de orquídeas gostam de temperaturas mais altas, enquanto que outras se adaptam melhor em ambientes mais frios.

Por isso, antes de escolher a espécie, é importante saber onde melhor ela se adapta. Porém, caso você já tenha uma planta em casa, o ideal é pesquisar de qual ambiente essa espécie gosta mais e providenciar medidas para que ele se torne o mais confortável possível para ela.

Fique atento à sequência de regas da planta

Como cuidar de orquídeas

Outro fator que muitos ignoram em como cuidar de orquídeas é a frequência de regas que a planta irá requerer. Isso porque a depender da espécie, caso receba muita água ou água de menos, ela poderá vir a ficar doente e até mesmo, morrer.

Mas como saber se a planta precisa ser regada ou não?

O ideal, nesse caso, é sempre verificar o substrato da planta. Desse modo, se ele ainda estiver húmido, isso quer dizer que a planta não precisa ser regada naquele momento. Contudo se ele estiver mais seco, o ideal é que você realize o procedimento o mais rápido possível.

Lembrando que as plantas que se encontram expostas ao tempo não podem ser regadas em horários onde o sol se encontra em sua exposição máxima. Pois isso pode causar o “cozimento” das raízes, podendo, inclusive, matar a sua planta.

O ideal então, é que o horário para serem regadas seja pela manhã ou no finalzinho da tarde.

Circulação de ar

Outro elemento que você precisa estar atento em como cuidar de orquídeas é a circulação de ar. Pois sem ar a sua planta também poderá morrer!

Então para aquelas plantas que não se encontram em ambientes externos, é importante que você escolha locais com melhor circulação de ar.

Então, você pode optar por locais perto de saídas, janelas e vitrôs, onde sua planta receberá toda a circulação de ar necessária.

Lidando com o aparecimento de pragas

Esse é um problema que surge principalmente em plantas que são cultivadas em jardins e outros ambientes externos. Contudo esse problema também pode aparecer em orquídeas que estão em vasos.

Mas como identificar as pragas?

É bastante simples. Animais como lesmas, caracóis ou formigas são os que mais se alimentam deste tipo de planta. Portanto, se identificar qualquer um deles rondando no local onde a orquídea se encontra, o ideal é que você providencie meios de fazer com que eles desapareçam.

Uma boa dedetização poderá resolver o problema. No entanto é preciso que você tome cuidado para que a sua planta não seja atingida.

Cuidado para não eliminar animais que ajudam no desenvolvimento de orquídeas

Como cuidar de orquídeas para florir

Se por um lado você precisa estar atento ao surgimento de pragas, por outro o maior desafio de como cuidar de orquídeas é não eliminar animais que ajudam no seu desenvolvimento.

Desse modo, se você notar o aparecimento destes animais, cuide para que eles permaneçam sempre por perto. Veja quais são eles:

Joaninhas

Além de trazerem boa sorte, segundo alguns mitos populares, a joaninhas também ajudam no cultivo de orquídeas. Isso porque elas tem a capacidade de se alimentarem de algumas pragas que poderiam destruí-la.

Aranhas

Existem muitas pessoas que não são lá grandes fãs das aranhas, contudo, elas também um papel fundamental no cuidado com orquídeas. Isso porque elas também se alimentam de muitas pragas.

Libélulas

Algumas pessoas podem se assustar com o aparecimento de libélulas em seus jardins ou casas. Mas é importante que você as receba bem.  Isso porque além de se alimentarem de algumas pragas, você poderá identificar onde elas se encontram, pois as libélulas sobrevoam esses lugares.

Como cuidar de orquídeas – aprendendo a replantar orquídeas

Muitas vezes a orquídea não se adaptará com o vaso ou local onde se encontra, ou até mesmo, pode ter morrido. Além disso, ao compra-la, ela pode se encontrar em local inadequado para o seu desenvolvimento. Então um dos maiores desafios de como cuidar de orquídeas será o seu replantio.

Más como replantar esse tipo de Orquídea?

A primeira coisa no caso de orquídeas para ambientes internos, é se lembrar do tipo de vaso, que deve ser de barro. Mas não só isso, é preciso também definir o seu tamanho.

O ideal é que o vaso não seja muito grande, a princípio. Pois assim ela também poderá não se adaptar muito bem. Para se ter uma ideia, você poderá escolher uma vaso que tenha, em média, 2 cm a mais do que a planta.

Além disso, é preciso seguir um passo a passo simples:

1 –  Antes de fazer a remoção da planta, atente-se para o fato de que ela deve estar bem molhada. Pois desse modo, você conseguirá removê-la sem que possa prejudica-la de alguma forma.

2- O vaso onde a orquídea irá ficar deve ser bem lavado.

3- Antes de colocar a planta no vaso, esterilize uma tesoura e remova as raízes secas e mortas.

4- Escolha o substrato adequado para o tipo de orquídea que você está plantando no vaso.

Em se tratando de substrato, existem diversos tipos mas os mais utilizados para como cuidar de orquídeas e que trarão um bom resultado são:

  • Pedra britada;
  • Carvão vegetal;
  • Fibra de coco;
  • Argila expandida;
  • Caroço de açaí.

Estas são as principais informações se você deseja aprender como cuidar de orquídeas. Agora basta que você coloque-as em prática e passe a cultivar as orquídeas mais lindas que você já viu.

Tags: como cuidar de plantas | cuidar de flores | cuidar de orquídeas | cultivo de orquídeas | cultivo de plantas

Conheça os 5 SEGREDOS do cultivo de ORQUÍDEAS - HOJE É DE GRAÇA!!

Conheça os 5 SEGREDOS do cultivo de ORQUÍDEAS - HOJE É DE GRAÇA!!

PEGUE SEU BÔNUS AGORA MESMO! APROVEITA ENQUANTO É GRÁTIS!!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

22 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  1. amei o artigo,muitas coisa eu sabia mas outras ñ. por ex.os animaizinhos q ajudam na defesa dos insetos agressores,isso eu ñ sabia. já colocava joaninha em todas decorações dos meu minis Jardins, agora colocarei com maior prazer

    • Olá Maria, como vai?
      Fico muito feliz que tenha gostado deste artigo. Em breve iremos trazer muitas novidades por aqui.

      Obrigada pelo seu comentário.

      Grande abraço,
      Aurélia Souza.

  2. Sou apaixonada por orquideas

    Gostei muito da publicação de vcs vou começar a cuida melhor das minhas orquideas

  3. Amei as dicas, estou começando a cultivar orquídeas, então, tudo agora é importante,e das instruções que tenho lido, essa foi a mais simples e clara,e acho que estou obtendo êxito com minhas orquídeas pq, já estão florescendo

  4. Gostei muito da orientação de como cuidar de orquídeas, sou apaixonada por elas, não tenho muitas, perdi uma, moro em apartamento, estou tentando salvar as outras

  5. De grande valia ,estas orientações sobre o cuidados das queridas orquídeas!
    Muito agradecida pela partilha!

  6. Gostei muito do artigo. Sou apaixonada por plantas de todos os tipos. As orquídeas têm me desafiado. Algumas salvo, outras não. As informações são várias…! Isso torna tudo muito complicado. Mas, vou seguir o que li aqui.

    • Olá Maria de Lourdes, fico muito feliz que tenha gostado do artigo. Realmente é muito difícil com muitas dicas que tem por ai. Por isso mesmo preparei um manual onde ensinamos o passo a passo correto para ter sucesso com orquídeas. Isto incluí ter lindas orquídeas por todos os anos! Vou deixar o link aqui para você conhecer nosso manual. Abraços querida! 🥰 LINK PARA CONHECER O MANUAL 👉 https://suaorquidea.com.br/manualsuaorquidea

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.