Conheça todos os detalhes sobre a belíssima Orquídea Vanda

Conheça todos os detalhes sobre a belíssima Orquídea Vanda. As orquídeas Vanda são encantadoras e famosas por sua beleza peculiar. Muito lindas e delicadas, tem cores fortes e flores exuberantes. A orquídea vanda tornou-se bastante conhecida pelas suas folhas bonitas, elegantes e além disso, suas raízes podem ser apreciadas no ar.

De tanta beleza e facilidade para cuidar, é uma das espécies mais procuradas, tanto para quem quer ter essa bela planta em casa ou presentear uma pessoa especial com a querida orquídea vanda.

Qual seria o nome cientifico da orquídea Vanda

O nome científico de Vanda é Vanda sp, que vem da família Orchidaceae e divisão Angiosperma. Seu ciclo de vida é perene.

Elas vivem nas montanhas do Himalaia, Índia, Filipinas, sul da China e norte da Austrália. Uma curiosidade sobre o nome “Vanda” é que é um nome de origem alemã que significa “peregrina”. Tem esse nome porque cresce no ar. Essa característica combinada com seu padrão de crescimento permite que as plantas “se movam” entre os galhos das árvores.

Conheça todos os detalhes sobre a belíssima Orquídea Vanda

A orquídea vanda é considerada um dos cinco gêneros comerciais de orquídeas mais importantes do mundo. São principalmente epífitas, ou seja, crescem em troncos de árvores, mas às vezes são plantas de pedra, ou seja, terrestres.

Seu hábito de crescimento é unipodal, e as características das folhas variam muito em função do habitat, sendo largas e planas, ovóides, cilíndricas ou carnudas. Eles produzem poucas ou muitas flores, achatadas que são produzidas por inflorescências laterais. A cor da flor pode ser de vários tipos, desde amarelo, marrom, vermelho, azul, vermelho vinho e rosa com manchas.

Quantas vezes elas florescem

Ela floresce mais de uma vez por ano e as flores são muito duráveis. Muito utilizadas em cruzamentos, as variedades comerciais mais importantes são a vanda coerulea, vanda sanderiana, e a vanda dearei, que trazem flores azuis, vinhos e amarelas para suas famílias, respectivamente.

Eles devem sempre crescer em uma área semi-sombreada em um substrato adequado para epífitas (como fibra e casca de coco, casca, carvão, etc.), especialmente em um viveiro ou estufa selecionado.

Sempre que a superfície do substrato estiver seca, deve-se prestar atenção à umidade e às regas regulares. Elas se reproduzem pela divisão das plantas e mantêm a estrutura completa das mudas. As folhas e as raízes das flores grandes chamam a atenção e têm cores diferentes.

Mais de 70 espécies diferentes de orquídeas foram registradas e um grande número de espécies pode ser obtido dos cruzamentos.

Conhecendo as peculiaridades das orquídea vanda

Hoje existem cerca de 50 espécies de orquídeas vanda, sendo uma das mais importantes plantas de referência em floração. A grande maioria são epífitas (que vivem sobre os vegetais), mas algumas são plantas de pedra ou (plantas terrestres). Elas podem ser encontradas nos mais diversos países, como Índia, Himalaia, Sudeste Asiático, Indonésia, Filipinas, Nova Guiné, Sul da China e Sul da Austrália.

Considerando o cultivo, esta planta é uma das cinco plantas mais importantes. Seu grande atrativo e popularidade advém do período de floração, que ocorre a cada três meses e dura três semanas.

[irp posts=”269″ name=”10 Espécies de Orquídeas Mais Preferidas dos Brasileiros”]

Cuidado especial com orquídeas vanda.

A orquídea vanda se adapta a diferentes ambientes, podendo ser utilizada para embelezar a casa, contanto que recebam boa luz (do sol), elas também podem ser penduradas sob uma árvore.

Em apartamentos ou dentro de casa, as plantas devem ser mantidas perto de janelas ou em um ambiente claro. Suas flores fazem dela um belo elemento decorativo.

Um local fresco e sombreado é ideal para as orquídeas, que podem ficar 30 dias floridas. No entanto, após a queda da flor, ela deve ser colocada em um local com poucas sombras e luz. A orquídea vanda é unipodal (crescimento vertical) e epífita (torcendo suas raízes em outras plantas para se fixar), então as raízes aéreas devem ser soltas. A melhor solução é pendurá-las com fios.

 todos os detalhes sobre a belíssima Orquídea Vanda

Para se manter forte, saudável e ter uma excelente floração anual, é muito importante fornecer uma boa nutrição. Precisam de muita água, mas não gostam de se molhar, por isso recomenda-se borrifar água 3 vezes ao dia.

O ideal é borrifar água de manhã cedo para secar com o calor do sol. A água da chuva é ideal para qualquer vegetal, em climas quentes, onde a temperatura está acima de 35 ° C, é importante regar as plantas com mais frequência.

Em zonas mais frias onde a temperatura é inferior a 12ºC, não há necessidade de regar continuamente as plantas: se o frio durar várias semanas, deve-se manter um ritmo e pulverizar de dois em dois dias, sempre de manhã.

Para a orquídea vanda os fertilizantes minerais orgânicos são os que mais se aproximam da nutrição ideal, pois são um alimento completo para as plantas, e o mesmo vale para quem tem pouco conhecimento sobre a fertilização, pois são simples de usar e não requerem conhecimento.

Como plantar a orquídea vanda?

Primeiro: Pendure a orquídea vanda em algum lugar, pode ser em árvores, vasos, ou embaixo de uma árvore no seu jardim.

Desta forma, sua agricultura se tornará muito mais simples.

Com relação ao cultivo da orquídea vanda gigante é necessário saber que:

  • A grande maioria das orquídeas vanda não podem ser cultivadas no solo. Evite colocar em vasos comuns com substrato, pois essas orquídeas não gostam muito desse tipo de vaso.
  • Se for plantado em uma cesta suspensa e a cesta ultrapassar 10 cm ou estiver em uma árvore, pode não ser necessário replantá-la.
  • Alguns produtores acham que o replantio é benéfico, outros não gostam de replantar a orquídea vanda.

Leia este artigo

Como escolher o vaso ideal para plantar a orquidea vanda!

Para cultivar orquídeas, deve-se escolher a planta que será cultivada. Num vaso, no topo de uma árvore ou em algum lugar que ela possa se encostar.

O melhor e mais comum lugar para cultivar a orquídea vanda é com um arame na árvore.

Portanto, elas podem crescer livremente. Agora, se você não quiser colocá-las em uma árvore, o vaso de orquídea vanda ideal é um cachepô.

Assim, quando crescerem, não será necessário replantá-las. Além de deixar sua orquídea vanda fácil de cultivar e livre, um dos maiores benefícios de cultivá-la em um cachepô é que ele deixa a sua orquídea mais resistente a doenças e bactérias.

Mas cuidado para não exagerar ao colocar sua orquídea no cachepô, pois ela não pode se anexar automaticamente a ele.

Portanto, faça o seguinte: coloque uma ou várias cordas para mantê-los em pé. Para plantar em uma árvore, faça o mesmo. Nos vasos comuns basta colocar a orquídea vanda lá e deixá-las penduradas.

Evite plantar em vasos de flores, o que dificulta muito o cultivo e poderá piorar a saúde da sua orquídea.

Conclusão

O cultivo de orquídeas vanda traz muitos benefícios, porque nos mostra vários sinais das suas necessidades.

Além disso, ela nos fornece flores na maior parte do ano. De agora em diante, você dificilmente terá problemas no processo de cultivo.

Então, eu tenho um pedido.

Se você gostou deste artigo, clique no ícone abaixo e compartilhe este artigo com seus amigos.

Conheça os 5 SEGREDOS do cultivo de ORQUÍDEAS - HOJE É DE GRAÇA!!

Conheça os 5 SEGREDOS do cultivo de ORQUÍDEAS - HOJE É DE GRAÇA!!

PEGUE SEU BÔNUS AGORA MESMO! APROVEITA ENQUANTO É GRÁTIS!!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Aurélia Souza
Aurélia Souza

Meu nome é Aurélia Souza. Sempre fui apaixonada por jardinagem em especifico por flores. Más algum tempo atrás percebi que minha verdadeira paixão são orquídeas

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.